O Corinthians começou o jogo enfrentando dificuldades na marcação. Tanto que as duas primeiras chances foram do Mogi Mirim, com jogadas pelas laterais. Em um cruzamento, Edson Ratinho quase abriu o placar e assustou os corintianos no Itaquerão. Os donos da casa só foram responder com uma jogada aérea. Vagner Love cabeceou no travessão de Daniel. Foi a melhor chance do time, mas só aos 31 minutos. Depois, aos 43, Guerrero errou uma tentativa de encobrir o goleiro em mais uma boa tentativa alvinegra.

No segundo tempo, o Corinthians já começou apertando mais a equipe adversária, com Danilo atuando aberto na entrada da área pela esquerda. Logo aos 7 minutos, Jadson deu bom chute da meia-lua e parou em belíssima defesa de Daniel. O meia, que recusou proposta chinesa do meio da semana, voltou a aparecer e, dessa vez, foi decisivo. Em belíssimo chute de fora da área, ele acertou o ângulo do adversário e abriu o placar.

O Corinthians, então, passou a dominar o jogo. Em cinco minutos, o Corinthians perdeu duas boas chances. Em uma, a bola foi tirada por Wagner na linha do gol. Em outra, Edu Dracena cabeceou sozinho, mas acertou a trave. O Mogi, então, passou a se limitar a incomodar apenas com lançamentos e bolas alçadas na área. Aos 31 minutos, Luciano arrematou a partida com mais um belo gol. Ele recebeu pela direita, driblou o rival  e escolheu onde colocaria a bola para definir a vitória. Guerrero ainda ampliou o placar aos 43 minutos.

Confira a ficha técnica da partida.

CORINTHIANS 3 x 0 MOGI MIRIM

Local: Estádio Itaquerão, em São Paulo (SP)
Data: 01 de março de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Público: 29.442 pagantes
Renda: R$ 1.449.441,65.
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Leandro Matos Feitosa (ambos SP)
Cartões amarelos: Val e Ratinho (MOG); Jadson (COR)
Gols: Jadson, aos 13 minutos, Luciano aos 31 minutos e Guerrero aos 43 minutos do 2º tempo

CORINTHIANS: Cássio; Edílson, Yago, Edu Dracena e Mendoza (Fagner); Jadson, Petros, Cristian e Malcom (Luciano); Guerrero e Vagner Love (Danilo).
Treinador: Tite

MOGI MIRIM: Daniel; Valdir (Romildo), Fábio Sanches, Wagner e Leonardo; Magal, Val, Vitinho e Edson Ratinho; Magrão e Thomas Anderson (Rivaldinho).
Treinador: Claudinho Batista