Foi um jogo eletrizante. A blitz alvinegra funcionou muito bem e o clássico de abertura da fase de grupos entre Corinthians e São Paulo foi digno das tradições das duas equipes.

Na condição de mandante, o Corinthians iniciou a partida indo para cima do São Paulo em busca da abertura do placar. O adversário tentou segurar o ímpeto do Timão, mas sofria com as saídas de bolas que eram combatidas já pelos atacantes alvinegros. O meio-campo do Corinthians praticamente tomava conta das jogadas e foi em uma bela trama com toques rápidos e bem articulados que o Corinthians abriu o placar com Elias.

Com o 1 a 0 o São Paulo buscou igualar as forças até mesmo para que não sofresse mais gols na etapa inicial. O jogo ficou muito brigado no meio-campo, porém ainda com vantagem para o Corinthians que sempre partia com muito perigo e velocidade para a meta São Paulina.

No segundo tempo o São Paulo mudou sua formação enquanto que o Corinthians seguia com sua estrategia de jogar nos contra-ataques explorando a alta velocidade dos seus atacantes. E foi assim que saiu o segundo gol que deu números finais a partida. Jogada rápida do ataque que terminou com a finalização de Jadson que o goleiro Rogério Ceni não conseguiu evitar.

Confira a ficha técnica da partida.

CORINTHIANS 2 X 0 SÃO PAULO

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Público: 39.029 espectadores (38.029 pagantes)
Renda: R$ 3.528.236,00
Cartões amarelos: Felipe (Corinthians); Denilson, Ganso e Luis Fabiano (São Paulo)
Gols: Elias, aos 11 minutos do primeiro tempo, e Jadson, aos 22 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Fábio Santos; Ralf; Jadson (Mendoza), Elias (Bruno Henrique), Renato Augusto e Emerson (Malcom); Danilo
Técnico: Tite

SÃO PAULO:
Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi, Dória e Michel Bastos; Denilson, Souza, Maicon (Thiago Mendes) e Ganso; Alan Kardec (Reinaldo) e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho